Concurso PRF: 500 vagas para policial! Inicial de R$ 10 mil! VEJA!

Concurso Polícia Federal pagará inicial de R$ 12 mil! Edital autorizado!

Excelente notícia para os concurseiros/as que aguardam o aguardado concurso para a Polícia Federal (PF). O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou nesta quarta-feira (28) que foi autorizado a contratar mil novos policias federais e rodoviários federais.

Em entrevista coletiva, Jungmann afirmou que, entre suas primeiras ações à frente da pasta da Segurança, acionou o Ministério do Planejamento para buscar garantias para a realização do trabalho. Jungmann tomou posse nesta terça-feira (27).

“Sobre a necessidade e urgência de reforçar recursos humanos, especialmente na Polícia Federal e na Polícia Rodoviária Federal, estamos autorizados a fazer concursos, com 500 novos agentes para a Polícia Federal e 500 novos agentes na Polícia Rodoviária Federal”, completou.

Concurso PF na LOA
Segundo informou a assessoria na última quarta-feira, dia 10, o concurso PF 2018 já estaria AUTORIZADO. Com a nova informação, agora se sabe que serão 500 chances para agentes . O pedido inicial, se atendido na íntegra, era para 1.758 oportunidades.

Além disso, as diretrizes para a elaboração e execução da Lei Orçamentária de 2018 prevê arrecadação com inscrições para a realização do novo concurso público (veja abaixo).

O pedido de atesto orçamentário permanece em análise do Ministério do Planejamento (MPDG). A última movimentação foi em 17 de outubro, quando o processo foi reaberto pela Divisão de Concursos Públicos. O processo trata da política de ingresso contínuo de servidores policiais na PF.

No dia 31 de julho, também houve movimentações, sendo o processo concluído no Gabinete da SGP do Planejamento. No total, foram 19 movimentações, entre elas Secretaria Executiva e Assessores da ASTEC, sinalizando que em breve teremos o aval orçamentário para realização do concurso Polícia Federal 2017 – veja abaixo as movimentações.

O certame já está autorizado para os cargos de agente, escrivão, delegado e perito federal, esses dois últimos com pedido em outro protocolo/processo, que também tramita no Planejamento.

Os processos que tratam de concurso Polícia Federal para agente e escrivão chegaram a passar por alguns setores do Planejamento assim que foram protocolados. O aval para realização do concurso Polícia Federal partiu do diretor-geral da PF, Leandro Daiello, que possui autonomia para autorizar novos certames, de acordo com o Decreto nº 8.326 de 2014.



Requisitos e remunerações do concurso Polícia Federal (PF)
Os cargos de agente e escrivão admitem graduados em qualquer área de formação. Os rendimentos iniciais para esses são de  quase R$ 12 mil (também com o auxílio). Para os policiais lotados nas regiões de fronteira, a Lei 12.855 instituiu em 2013 o pagamento de uma indenização no valor de R$ 91 por dia de trabalho, podendo gerar ganhos adicionais de até R$ 2 mil por mês, aproximadamente.

Para delegado, é necessário o bacharelado em Direito, além de experiência mínima de três anos em atividade jurídica ou policial. No caso de perito, a formação exigida varia conforme a área de atuação. A remuneração oferecida para ambos é de R$ 22 mil no início da carreira, incluindo o auxílio-alimentação, de R$ 458. 


Vagas, confirmação do concurso Polícia Federal, dicas e déficit
A expectativa é de que sejam ofertadas 1.758 oportunidades. Dessas, 1.200 são para escrivão e agente, 600 para cada, e 558 para delegados e peritos, 491 para a primeira função e 67 para a segunda. A ADPF já confirmou em em seu site a autorização do certame.

De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Boudens, a maior carência hoje é de agente de polícia, apontando a necessidade de contratação de pelo menos 6 mil novos servidores para o cargo.

O representante da categoria criticou a relação atual de três agentes para cada delegado e disse que ela, no passado, já foi de 12 para um. E a relação deverá ficar ainda mais irregular com a eventual efetivação do concurso planejado, aumentando a urgência de concurso para o cargo operacional.

Segundo Boudens, a federação tem buscado junto à PF a realização de concurso para agente. Na sua opinião, uma nova seleção precisará ser aberta já no ano que vem. “A PF desempenha uma série de atribuições de fiscalização e controle que são de responsabilidade desses servidores”, observou.