Candidatos devem ficar atentos às mudanças significativas do concurso do BB


Concurso público oferece 60 vagas para Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo


O Banco do Brasil lançou novo edital de seleção externa para contratação de 60 novos funcionários. Segundo o edital de abertura, publicado pela Fundação Cesgranrio, as chances são para o cargo de escriturário da instituição financeira. Do total de oportunidades, 30 são para provimento imediato e 30 para cadastro reserva. Os aprovados serão lotados em Brasília/DF, Rio de Janeiro/RJ e São Paulo/SP. Podem concorrer candidatos com nível médio de formação para receber mensalmente salário de R$ 2.718,73, correspondente ao trabalho de 30 horas semanais.

O concurso será composto por provas objetivas e de redação. Serão 70 questões, sendo 20 de conhecimentos básicos (português, inglês, matemática, atualidades do mercado financeiro) e 50 de conhecimentos específicos (probabilidade e estatística, conhecimentos bancários e conhecimentos de informática). Apesar da lotação ser somente nas três localidades já citadas, as provas serão aplicadas em 13 de maio em mais cidades brasileiras: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) ou São Paulo (SP). Os locais serão divulgados em 9 de maio.

O período de inscrições será válido de 8 a 27 de março. A taxa custa R$ 48. O prazo de validade do edital é de um ano, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período. O resultado final está previsto para ser divulgado em 5 de julho.

A arquiteta Sophia Flores, 31 anos, aproveitará a oportunidade para ver se escapa do “mercado fraco” na área de formação dela. “Estou desempregada e sempre quis trabalhar em banco, tendo, inclusive, feito outros concursos. Chegou em boa hora”, disse. Sem condições de pagar as mensalidades de um curso preparatório, ela pretende estudar por conta própria por meio de videoaulas, apostilas que tem em casa e pela internet. “A concorrência é puxada, mas, com dedicação e estudo, acredito que possa alcançar uma boa posição.”

Ênfase em informática
O lançamento do edital para o cargo de escriturário do Banco do Brasil trouxe várias mudanças no conteúdo em comparação com o último concurso, também realizado pela Fundação Cesgranrio. A principal diferença é a disciplina de informática, que de cinco questões com peso 1, passou para 20 questões com peso 1,5. Além disso, assuntos como atendimento ao cliente, cultura organizacional e marketing, cobrados em 2015, não serão cobrados na prova objetiva deste ano.

Para Leo França, professor de conhecimentos bancários do IMP Concursos, Gran Cursos Online e Espaço Campus, o edital está defasado. “Na descrição do cargo é especificado que o aprovado vai realizar a venda de produtos e serviços, atenderá ao público, e passará informações aos clientes e usuários, portanto é incoerente não cobrar esses conteúdos na prova objetiva,” explica França. De acordo com o professor, o edital passa a impressão de que a instituição busca candidatos que dominem conhecimentos específicos em informática (25 questões), probabilidade e estatística (20 questões), e no período probatório, que ocorre após a provação, deverão receber treinamento nas demais áreas relacionadas a profissão.

A prova objetiva tem um total de 70 questões que equivalem a 100 pontos. A redação também vale 100 pontos, sendo cobrado um texto dissertativo-argumentativo com extensão de 25 à 35 linhas. França afirma que a nota da redação têm que ser maior ou igual a 70% da nota ou o candidato será reprovado automaticamente. “Provavelmente serão cobrados temas relacionados às atividades bancárias de atendimento e vendas, porém não acho que isso seja suficiente para equilibrar a defasagem do tema na prova objetiva.”

O professor lembra que os interessados no certame terão em torno de 60 dias para se preparar, por isso devem se organizar e ter compromisso com os estudos todos os dias. A dica do especialista é que seja feita um cronograma da semana em que os estudos serão divididos de forma proporcional ao que será cobrado. “Além de ler a teoria, é importante os candidatos fazerem a maior quantidade de exercícios das provas anteriores elaboradas pela Cesgranrio,” aconselha França. E na hora de fazer a prova, o mais indicado é reservar a primeira hora para a redação, seguindo para as questões de maior facilidade e domínio.

Além disso, França acredita que os melhores colocados serão aqueles que estão a pelo menos um ano estudando para a área bancária, pois terão mais tempo para estudar as matérias especificas, com foco em informática, que será cobrado em um nível de intermediário a avançado de conhecimento.

Benefícios 
Uma das vantagens do cargo, e o beneficio do vale refeição/alimentação no valor de R$ 1.350, somado ao salário da quase R$ 4.000. Também há a possibilidade da ascensão profissional, através da meritocracia, e direto a participação do lucro e resultado. “Sempre falo para meus alunos que bancários recebem 15 salários, já que a cada semestre o empregado recebe uma quantia próxima ao salário de acordo com os lucros do banco”, acrescenta França.